Carro, pra que te quero?

praque
O automóvel transformou a sociedade moderna em uma sociedade totalmente dependente.
A indústria automobilística, durante os últimos 100 anos, transformou as vidas das pessoas, das cidades e dos negócios.
As cidades foram projetadas para dar possibilidades para os carros circularem ao seu entorno.
Rodovias, pontes, estacionamentos, oficinas, industrias, seguros, financiadoras, bancos, locadoras entre outros milhares de negócios podem desaparecer nos próximos 20 anos.
Atualmente, o custo de uma obra pode ficar até 50% mais cara pela simples necessidade de um estacionamento.
Veja o exemplo de um shopping center! Se o terreno é um dos itens mais caros do projeto, compare o tamanho da obra do shopping com o tamanho do estacionamento.
Atualmente, alimentamos uma super indústria que está com os dias contados para sofrer uma extraordinária revolução.
Gradativamente, as pessoas estão chegando à conclusão de que comprar ou ter um carro é simplesmente insano .
Nos grandes centros, as pessoas passam 30% do tempo tentando se locomover de um lado para outro dentro de um automóvel.
Mas em 70% deste tempo, o carro fica parado, apenas esperando o seu dono ter a necessidade de se deslocar.
A insanidade é tamanha, que construímos tudo ao redor do automóvel e ele nos transformou em um monte de pessoas egoístas que se deslocam sozinhas em seus carros que podem valer mais que uma casa.
Agora, pense em uma mudança radical na forma que encaramos o automóvel!
Imagine um carro movendo-se constantemente para a frente e sem motorista!
Imagine você compartilhar um carro com amigos e/ou com as pessoas do seu prédio, do seu trabalho!
Imagine você fazer um download de uma nova versão para aumentar a potência do seu automóvel!
Estamos à beira de uma transformação tecnológica no modo que nos transportamos e no modo que transportamos as coisas.
Claro que tudo isto será gradativo…mas vai acontecer!
Por: Mauricio Vargas.

You may also like...

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *