A chegada da Amazon no Brasil vai trazer benefícios para os consumidores e empresários.

  • Amazon

A entrada da gigante Amazon no mercado brasileiro gera expectativas e muita especulação sobre o efeito que esse novo player trará às empresas brasileiras e o impacto que terá sobre os consumidores. Não considero a Amazon uma empresa de varejo. Para mim,  trata-se de uma empresa de tecnologia.

Estamos falando de uma companhia que opera, além dos Estados Unidos, em países como Canadá, China, França, Alemanha, Itália, Japão, Espanha e Reino Unido.

Costumo dizer a quem me pergunta que,  a Amazon chega para adiantar a evolução natural das empresas de e-commerce no Brasil.

Hoje, o e-commerce brasileiro,  tem como principal referência a B2W, detentora das marcas Americanas, Submarino e Shoptime, entre outras.  Mas ao contrário da concorrente americana, a B2W, assim como outras várias, tem, em suas raízes, um modelo de gestão de empresa off-line, ou seja, de uma empresa de varejo tradicional. Essa visão 1.0, ainda muito forte internamente, vem atrasando visivelmente a sua evolução para o modelo 2.0. Não é uma transição fácil. O lado positivo é que a companhia está tentando quebrar este  paradigma com a introdução de novos conceitos e contratação de pessoal qualificado e com visão estratégica. Entretanto,  fazer o simples não é tão simples assim quando se trata de uma empresa que ainda tem como foco de atendimento o telefone. Mas é um bom exemplo e nos mostra como o mercado de vendas online brasileiro ainda precisa amadurecer.

É importante destacar, dentro deste quadro, que a chegada da Amazon apenas está acelerando o que o mercado naturalmente ajustaria com o passar do tempo.

Mas,não estamos dizendo que será um mar de rosas para a maior rede de comércio online do mundo . A Amazon vai sofrer dos mesmos males que as empresas do e-commerce brasileiro sofrem. Vou citar apenas alguns, para não me prolongar muito.

Os americanos estão acostumados com um sistema tributário simples. O sistema brasileiro é caótico e incompreensível em, infelizmente, a maioria dos casos. Eles vão sofrer com as nossas estradas, com os problemas de logística tão comuns para as nossos empresários. Devem vir com a Fedex, que tem uma tecnologia de logística fantástica, mas a mão de obra no Brasil neste ramo não é especializada, e a última milha é sofrível. Já enfrentaram problemas, por exemplo, em achar um centro de distribuição adequado. Considero a falta de mão de obra qualificada um dos principais problemas que a Amazon terá pela frente. As empresas são feitas por pessoas, não nos esqueçamos disso. E a qualificação dos nossos trabalhadores, infelizmente, ainda deixa muito a desejar. E, finalmente, mas não menos fundamental, falemos do consumidor brasileiro. A Amazon precisa entender e saber como o nosso consumidor se relaciona com os canais de atendimento e com as redes sociais. O que este consumidor espera receber, sua expectativa é alta. E o consumidor brasileiro, o Reclame Aqui é testemunha, está cada dia mais exigente e ciente de seus direitos.

Discordo daqueles que preconizam o fim e dizem que a chegada da Amazon ao Brasil poderia matar um grande número de médios varejistas online. O fato é que esta “morte”, muito anunciada e debatida,  aconteceria com ou sem a entrada da Amazon. Sua chegada irá sim contribuir para acelerar o fechamento das empresas que não têm o viés do consumidor brasileiro.

You may also like...

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *